Eu tenho um sonho

Eu Também Tenho Um Sonho

O activista Norte Americano dos direitos civis Dr. Martin Luther King Jr., no seu mais famoso discurso proferiu as seguintes palavras,

“Eu Tenho Um Sonho…”

Discurso esse que inspirou e que continua inspirando muitos Americanos e não só a acreditarem nos seus sonhos, e que todos nós temos a permissão de sonhar. Embora não tendo vivido para ver o seu sonho se realizar, pelo menos viveu o suficiente para inspirar gerações futuras. Nós, sendo os receptores dessas palavras, embora não presentes no discurso original, temos em nossas mãos palavras repletas de paixão, e imbuídas de fé e possibilidade.

Palavras essas que são suficientemente ricas para continuar a alimentar futuras gerações de indivíduos que por um ou outro motivo não ousam sonhar. O peso dessas palavras é tão avassalador que a primeira vez que as li a quase duas décadas atrás, os meus olhos se encheram de lágrimas. Não lágrimas de tristeza, mas sim lágrimas que iam vertendo anunciando possibilidade cada vez que elas caíam.

É sempre refrescante poder se embater com elas ou até revisitá-las quando estamos a busca de inspiração, ou até de motivo para poder continuar na tarefa tão espinhosa de fazer a diferença que cada um de nós foi incutida pelo criador.

Hoje, decidi partilhar um pouco daquilo que me motiva a caminhar e a acreditar que todos nós podemos fazer a diferença. Não importa o quão pequena ela for. Todos nós temos a capacidade e permissão para sonhar. Pelo menos, isso é algo que ninguém nos pode tirar.

Por vezes, nos limitamos a não sonhar por acreditarmos que sonhos não se realizam ou porque sonhar é perca de tempo. Ou até mesmo porque somos desencorajador por pessoas que desistiram dos seus próprios sonhos.

Vale a Pena Sonhar

Mesmo assim, vale a pena sonhar. Isso porque só sonhando é que temos forças e motivos para viver, só sonhando é que temos a motivação suficiente para continuar a transpor os obstáculos que sem os convidar sempre aparecem. Só sonhando é que é possível continuar batalhando e lutando por aquilo que nós acreditamos e pelos ideais que nos definem.

Sonhos no entanto, são o que fazem o Homem viver, respirar, batalhar, crer, e não desistir. Mesmo face aos mais sombrios momentos e mais desafiadores obstáculos. Não importa o nível de barreiras que você enfrenta ou a dimensão dos obstáculos que precisam ser transpostos. Não importa a elevação da montanha, eles sempre nos dão energia, nos enchem de coragem, e tornam até o mais tímido dos indivíduos no mais arrojado.

Ele enche-nos com o sentimento de possibilidade, crença, e fé no que é possível realizar. Mesmo diante de situações que possam parecer impossíveis. Na presença de um sonho, a impossibilidade perde significado, na presença de um sonho o medo desvanece, na presença de um sonho a cobardia questiona a sua própria existência.

O sonho nos dá identidade e auto-estima, ajuda-nos a reerguermo-nos , o sonho nos rejuvenesce e nos fortalece. Ele dá um outro significado à vida, enche-nos de vivacidade, intrepidez e de bravura. O sonho faz-nos chorar, faz-nos sorrir, faz-nos zangar, mas também faz-nos

O sonho faz-nos combater a mediocridade e a abraçar a excelência, faz-nos confrontar o mal pela possibilidade do bem. Torna-nos intoleráveis com a passividade e faz de nós indivíduos imparáveis. Ele rejeita o status quo, não tolera a mendicidade, confronta a pouca vergonha, e desafia a morte.

Os Anais Históricos Estão Repletos de Sonhos Concretizados

Foi um sonho que fez o primeiros homens escalar o Evereste mesmo face à morte iminente, foi um sonho que fez com que John Kennedy acreditasse que na sua geração seria possível ir até à lua. Foi um sonho que fez com que Nelson Mandela superasse a dor da prisão e sacrificasse 27 anos da sua vida por uma causa justa, foi um sonho que fez com Eduardo Mondlane deixasse o conforto da Universidade de Siracusa e fosse viver nas matas de Nachingueia para lutar por uma causa maior que ele.

Foi um sonho que fez com que Nehemias deixasse o conforto do palácio para reconstruir as ruínas de Jerusalém, foi um sonho que fez com que Moisés deixasse os prazeres do palácio do Farahó para se juntar à causa da emancipação do seu povo. Foi um sonho que fez com que José sofresse perseguição que eventualmente o elevou até ao Palácio. Foi motivado pelo maior sonho de todos que Jesus Cristo se voluntariou para sacrificar a sua vida pela salvação da humanidade.

A história está repleta de exemplos de indivíduos que fizeram a diferença simplesmente porque ousaram acreditar nos seus sonhos. E face à limitação de tempo e espaço, sinto-me constrangido a enumerá-los. Mesmo assim, saúdo a todos aqueles que ousaram sonhar e nos fizeram acreditar que vale a pena sonhar. Nem que seja por um breve momento.

Não posso me esquecer de homens e mulheres como Mahatma Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, o Apóstolo Paulo, Siba Siba Macuácua, Julius Cistac, e muitos outros, que recusaram-se a permanecer no silêncio, corajosamente ousaram sonhar e desafiar o sistema por aquilo que eles acreditaram ser certo e nobre.

Estamos Todos Rodeados de Sonhos

Todos nós estamos rodeados de sonhos concretizados, o computador que estou usando para digitar estas sublimes palavras é produto de um sonho. A ligação à Internet que estou usando é produto de um sonho, esta plataforma que e usada por mais de 1 bilião de pessoas, é resultado de um sonho. O dispositivo que você está usando para ler este texto, é produto de um sonho. Preste atenção ao seu redor, e você perceberá que está rodeado de sonhos.

Contra factos não há argumentos, os sonhos são uma realidade. Ou por outra, eles têm em si propriedades produtivas de tornar o mais vil dos ideais em realidade.

Independentemente de quem nós somos, os sonhos têm a particularidade de não respeitarem ou ter em consideração quem os carrega. Sonhos não olham para o seu género, sonhos não olham para a sua nacionalidade, sonhos não olham para a sua tribo, sonhos não olham para a sua educação, sonhos não olham para o seu estrato social, sonhos não consideram o seu passado ou presente. Sonhos são apenas sonhos, independentemente de quem os carrega.

Esse é que é o poder dos sonhos. Porque até o mais nocivo dos indivíduos pode carregar um sonho para destruir a humanidade. A história está repleta de factos que mostram-nos até que ponto certos indivíduos ousaram sonhar. Para refrescar a sua memória, refiro-me a indivíduos como Benito Mussolini, Adolf Hitler, Idi Amin, Mobutu Sese Seko, e muito mais.

Não importa o quão utópico o sonho ou ideal possa parecer, as suas propriedades reprodutivas estão sempre assentes. Karl Marx sonhou por um ideal e uma sociedade utópica, e inspirou muitos a seguirem-no. Certas seitas religiosas conseguem alastrar grandes maças de gente, sempre com a promessa de algo melhor, extraordinário, e diferente da realidade em que os homens se encontram. Ainda que ilusivos, os homens são motivados por sonhos.

Todos Nós Temos Um Sonho

Todos nós somos motivados por um sonho. Todos nós temos um sonho, ainda que não o consideremos como tal. Porque sem sonhos, ninguém teria motivação para viver. E se você está vivo e tem esperança de continuar a viver, então você tem um sonho. O seu sonho é o que lhe dá a motivação para continuar a caminhar e a acreditar que é possível.

A diferença está muitas vezes na nossa capacidade de articulação dos nossos sonhos. E por vezes, dependendo do nosso passado ou presente, e do ambiente em que crescemos, isso tem influência na forma como encaramos os sonhos. Se crescemos num ambiente que nos encorajava a sonhar, a acredita, e a partilhar os nossos sonhos, então fazê-mo-lo com muita facilidade. Por outro lado, se crescemos num ambiente em que tudo é uma impossibilidade e sonhadores não têm a permissão de sonhar, teremos que fazer muito esforço.

Como podemos ver, a história está repleta de evidências de factos realizados por pessoas que ousaram a sonhar. Os anais históricos nos apresentam com evidências inegáveis, até para o mais cépticos dos indivíduos, que sonhos realmente se concretizam. Os arquivos da históricos estão ricos de personalidades que embora humanamente frágeis, e com várias limitações ousaram sonhar, mesmo face aos obstáculos.

Espaço e tempo não me seriam suficientes para catalogar os sonhos concretizados por indivíduos com você e eu. Acredito que não seria nem possível documentar todos esses sonhos, porque a história transborda até de sonhadores desconhecidos, cujos nomes jamais farão parte dos murais e vitrinas nos museus. Mas a sua marca está inegavelmente imbuída na vida das pessoas que foram por elas transformadas como que por uma tinta indelével.

Sonhos transformam nações, sonhos transformaram sociedades, sonhos enriquecem a humanidade, sonhos são o melhor que cada um de nós temos para oferecer à nossa geração. Digamos que de passagem que você não tenha algo de material para deixar para as próximas gerações. Mas se você tiver um sonho e gastar e se deixar gastar por esse sonho, você terá deixado o maior legado e a maior herança para o benefício da humanidade.

O meu desafio para si é que você deve se atrever a sonhar. Independentemente das condições em que você se encontre. Sonhe e não permita que ninguém o impeça de sonhar. Muita coisa podem nos tirar, mas ninguém tem a permissão de tocar naquilo que de mais precioso todos nós temos. A possibilidade de sonhar e de transpor os limites daquilo que como seres humanos somos capazes de fazer.

Qual é o seu sonho hoje?
Será que você tem um?
Ou será que simplesmente está sobrevivendo sem rumo, sem nenhuma causa maior do que você. O pior que pode acontecer com cada um de nós é simplesmente existirmos sem que ninguém se aperceba da nossa presença. O pior que pode acontecer, é de simplesmente usarmos dos recursos que universo nos proporciona, e não os transformarmos para o benefício da humanidade. O pior que podemos fazer com as nossas vidas, é simplesmente existir sem que demos uma razão para a nossa existência.

Você por acaso já pensou que não está neste mundo simplesmente de passagem? Já investiu algum tempo para reflectir na razão da sua existência? Talvez sim, ou talvez não. Dependendo da resposta que der a essas perguntas, determinará o seu modo de viver, e a sua motivação para a vida.

Concluindo, gostaria de partilhar consigo o meu sonho. Porque à semelhança do Dr. King, e dos demais…

Eu Também Tenho Um Sonho

Tenho um sonho de um dia poder ver o sonho moçambicano. Tenho um sonho que um dia o meu país estará verdadeiramente livre e vivendo em prosperidade.

Tenho um sonho de um dia ver o meu país livre da dependência financeira que o escraviza.

Tenho um sonho de um dia ver o meu país livre dos tiranos que o escravizam. Tenho um sonho de ver um Moçambique produtivo e a exportar.

Tenho um sonho de um dia ver o país produzindo o melhor capital humano com excedentes suficientes para exportar pelo mundo inteiro.

Tenho um sonho de um dia ver o meu país se dobrar diante do Mestre, em reconhecimento de que feliz é a nação cujo Deus é o Senhor.

Tenho um sonho de ver uma nação de empreendedores que contribuirão para a reconstrução e reerguerão a bandeira desta pátria bem alta.

Tenho um sonho de um dia ver este país com uma educação de qualidade e que produza o melhores quadros que o mundo ainda tem por ver.

Eu tenho um sonho que um dia a Pérola do Índico voltará a brilhar, mas desta vez para sempre.

Eu também tenho um sonho…

E você?
Qual é o seu sonho?

Arquitectando o Futuro!

About Edgar Chauque

Edgar Chauque is a God fearing serial blogger, entrepreneur, coach, and trainer, who likes creating things and birth new initiatives to better people's lives. He is passionate about empowering people and bringing out the best in them. When he is not writing,he is reading, when he is not reading, is thinking, and when he is not thinking, he is teaching.